Governo Trump investiga financiamento e narcoterrorismo do Hezbollah

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, anunciou nesta quinta-feira (11/01) a criação de uma equipe especializada em terrorismo, tráfico internacional de drogas, crime organizado e lavagem de dinheiro que investigará a o grupo terrorista libanês Hezbollah.

A chamada Equipe de Financiamento e Narcoterrorismo do Hezbollah (HFNT, por sua sigla em inglês), terá a tarefa de “investigar as pessoas e redes que dão apoio” a esse grupo libanês que Washington mantém em sua lista de organizações terroristas, e levar perante os tribunais os culpados.

“O HFNT começará avaliando as provas das investigações existentes, incluídos os casos derivados do Projeto Cassandra, uma investigação policial que aponta para o tráfico de drogas do Hezbollah”, afirmou o Departamento de Justiça em um comunicado.

Em dezembro, Jeff Sessions confirmou que revisaria o chamado Projeto Cassandra, algumas investigações contra o Hezbollah por tráfico de cocaína que, segundo o jornal “Politico”, o Governo de Barack Obama freou para não influenciar nas negociações nucleares com o Irã.

O Departamento de Justiça considera que a revisão do projeto Cassandra tem como objetivo “avaliar as acusações que certas questões não foram adequadamente perseguidas e para assegurar que todas as questões sejam tratadas adequadamente”.

Em seu anúncio de dezembro, Sessions disse que acreditava que o anterior Governo de Obama “não impôs barreiras para permitir aos agentes do DEA que levassem adiante o Projeto Cassandra”.

O HFNT “utilizará todas as ferramentas apropriadas para investigar e processar agressivamente os que prestam apoio financeiro ao Hezbollah em um esforço por erradicar as redes ilícitas que alimentam o terrorismo e a crise das drogas”, acrescentou.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.