Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Trump liga países estrangeiros aos distúrbios no Chile

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Trump liga países estrangeiros aos distúrbios no Chile
COMPARTILHE

Chile vive há quase duas semanas a maior crise social enfrentada pelo país desde o regime militar de Pinochet.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, denunciou a ação de nações estrangeiras que estariam buscando desestabilizar o Chile através de protestos violentos.

Trump conversou por telefone, nesta quarta-feira (30), com o presidente chileno, Sebastian Piñera, segundo comunicado divulgado pela Casa Branca.

Nesta quinta-feira (31), o assistente especial do presidente, Judd Deere, declarou:

“Os Estados Unidos respaldam o Chile, um aliado importante, enquanto trabalha para restaurar pacificamente a ordem nacional. O presidente Trump denunciou os esforços estrangeiros para minar as instituições, a democracia e a sociedade.”

O governo norte-americano, no entanto, não apontou quais países estão sendo acusados pelo presidente de interferir nos protestos.

Em matéria publicada na RENOVA na segunda-feira (28), a participação de agentes de Cuba e da Venezuela nos atos de violência que atingiram o Chile estava sendo investigada.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram