Trump pode cortar auxílio para países ajudando gangue MS-13

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Trump alertou nesta quarta-feira (23) que está trabalhando em um plano para reduzir auxílio norte-americano para países que não estão impedindo membros da gangue MS-13 de cruzarem ilegalmente para os Estados Unidos.

“Nós estamos olhando toda nossa estrutura de auxílio. Ela será alterada radicalmente”, disse Trump em mesa redonda sobre a ameaça apresentada pela gangue.

A MS-13, ou Mara Salvatrucha, foi fundada em Los Angeles na década de 1980 em parte para proteger imigrantes de El Salvador e desde então se tornou uma organização criminosa transfronteiriça.

De acordo com informações da Reuters:

Trump tornou a luta contra a gangue uma grande parte de seu esforço para conter o fluxo de imigrantes que entram ilegalmente nos Estados Unidos.

Na semana passada, ele chamou membros da gangue de “animais”, gerando críticas de democratas. Nesta quarta-feira, ele defendeu sua descrição.

“Eu os chamei de ‘animais’ no outro dia e fui recebido com críticas”, disse Trump. “Eles disseram: ‘são pessoas’. Eles não são pessoas. Eles são animais”, disse.

Trump foi acompanhado no evento pelo vice-secretário de Justiça dos EUA, Rod Rosenstein, que recebeu críticas do presidente pela maneira que lidou com uma investigação federal sobre interferência russa na campanha presidencial de 2016.

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações