Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Trump provoca a maior queda das bolsas da China desde 2016

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Trump provoca a maior queda das bolsas da China desde 2016

As bolsas asiáticas tiveram uma segunda-feira (6) de baixas intensas.

O resultado negativo acontece após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmar no último domingo (5) que vai impor mais tarifas sobre produtos da China.

Com isso, as bolsas chinesas registraram sua maior queda diária desde 2016. No Japão e na Coreia do Sul, as bolsas não operaram por causa de feriados locais.

A notícia das novas tarifas dos Estados Unidos funcionou como um banho de água fria nos mercados internacionais, pressionando duramente as bolsas asiáticas.

Segundo o Estadão, a Bolsa de Xangai fechou em queda de 5,58%, em 2.906,46 pontos, seu maior recuo diário desde fevereiro de 2016. A Bolsa de Shenzhen teve baixa de 7,4%, a 1.515,80 pontos, também na maior queda diária desde fevereiro de 2016.

Entre as ações mais negociadas em Xangai, Air China caiu 9,56%, Anhui Conch Cement recuou 3,60% e Bank of China teve queda de 2,83%.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email