Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Trump prepara sanções contra criptomoeda da Venezuela

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aplicará novas medidas contra a Venezuela e restringirá transações financeiras com a criptomoeda criada recentemente pelo ditador Nicolás Maduro.

Na tarde desta segunda-feira (19), a Casa Branca divulgou um comunicado assinado pelo presidente Donald Trump impondo sanções e impedindo transações da criptmoeda Petro.

As medidas restritivas contra o petro fazem parte de um novo pacote de sanções contra a Venezuela, embora a publicação sublinhe que a República Bolivariana lançou “sua versão do bitcoin” para escapar das sanções norte-americanas. As informações são portal McClatchy, citando fontes familiarizadas com os planos da Casa Branca:

Em 20 de fevereiro de 2018, Caracas começou a pré-venda da nova criptomoeda, o petro, lastreada por mais de cinco bilhões de barris de petróleo. Entretanto, em janeiro, Washington advertiu que os cidadãos dos EUA que investirem nessa criptomoeda serão perseguidos pela justiça por causa das sanções impostas contra Caracas.

O vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Diosdado Cabello, disse, por sua vez, que o objetivo real do “ataque” dos Estados Unidos contra o petro é apoderar-se dos recursos energéticos venezuelanos.

O Congresso da Venezuela, liderado pela oposição, declarou a criptomoeda ilegal e denunciou plano da ditadura para se apoderar ainda mais das reservas energéticas do país.

Com informações de: [Sputnik]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram