- PUBLICIDADE -

Trump sofre novo revés judicial na Pensilvânia

- PUBLICIDADE -

Juiz diz não ter "autoridade para retirar o direito de voto nem de uma única pessoa".

Um juiz federal indeferiu, neste sábado, 21 de novembro, o pedido de uma ação movida pela campanha do presidente Donald Trump.

Trump queria que milhões de votos enviados por correspondência fossem desconsiderados na Pensilvânia.

O juiz Matthew Brann, de Williamsport, descreveu o caso como contendo “argumentos legais forçados, sem mérito, e acusações especulativas”.

O magistrado acrescentou que ele “não possuía autoridade para retirar o direito de voto nem de uma única pessoa, quanto mais de milhões de cidadãos”.

Rudy Giuliani, advogado de Trump, não respondeu ao pedido de comentários feito pela agência de notícias Reuters.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -