TSE proíbe coligação do PT de veicular propagandas com Lula

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai suspender horário eleitoral de toda a coligação do PT se o presidiário Lula continuar aparecendo como candidato.

O vice-presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, determinou neste domingo (9) que a coligação “O Povo Feliz de Novo” (PT/PCdoB/Pros) não apresente o presidiário Lula, preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato, na condição de candidato ao cargo de presidente da República “em qualquer meio ou peça de propaganda eleitoral”.

O ministro também proibiu a coligação de apoiá-lo na condição de candidato, sob pena de suspender a propaganda eleitoral da coligação – no rádio e na televisão – em caso de descumprimento da ordem judicial.

A decisão de Barroso mostra que o TSE “subiu o tom” em questões envolvendo a propaganda presidencial petista, que já sofreu uma série de reveses na Corte Eleitoral.

 

Adaptado da fonte Estadão
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações