Português   English   Español

TSE da Bolívia ignora referendo e autoriza candidatura de Morales

O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia autorizou, nesta terça-feira (4), a candidatura do presidente do país, Evo Morales, para as primárias prévias visando as eleições de 2019.

Apesar da oposição tentar evitar de que ele participe do pleito, Evo Morales tentará se eleger para o quarto mandato consecutivo, registra o “BOL“.

O órgão eleitoral decidiu em reunião de emergência, realizada no final da noite, a permissão para que Morales e o vice-presidente da Bolívia, Álvaro García Linera, fossem candidatos para as primárias de janeiro de 2019.

Em um comunicado à imprensa, onde não foram aceitas perguntas dos jornalistas, a presidente do tribunal, María Cristina Choque, comunicou a decisão de permitir várias candidaturas, entre elas a de Morales, para as primárias do próximo dia 27 de janeiro, prévias às eleições gerais de outubro de 2019.

A decisão foi tomada dois dias antes da chegada prevista para quinta-feira, em La Paz, de manifestantes vindo de vários pontos do país que pedem que se respeite o limite constitucional de apenas dois mandatos consecutivos, conforme noticiou a Renova.

A oposição e grupos como os que participam destas marchas, que tiveram início no último fim de semana, reivindicam o respeito a um referendo que em 2016 negou a Morales uma reforma da Constituição para eliminar o limite de dois mandatos consecutivos.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter