Português   English   Español

TSE julgará pedido do PT para tornar Bolsonaro inelegível

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcou para a próxima terça-feira, 4 de dezembro, o julgamento de uma das ações do PT para tornar Jair Bolsonaro inelegível.

A ação aponta suposta coação do empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, sobre seus funcionários, em favor do voto em Jair Bolsonaro.

O Ministério Público opinou pelo arquivamento do caso, por falta de provas, informa O Antagonista.

Em parecer, o vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques, escreveu:

Não se comprovou, ao menos, a alegada coação em relação a funcionários da rede de lojas Havan, de propriedade do representado Luciano Hang. Há contradição substancial no acervo probatório dos autos sobre a ocorrência de tais alegadas coações, especialmente porque também houve publicações de funcionários da empresa do representado Luciano Hang no sentido de que as manifestações de apoio ao então candidato Jair Messias Bolsonaro eram espontâneas.

Hang é alvo de outro processo, no qual o Ministério Público do Trabalho busca indenização de R$ 100 milhões pela suposta coação.

O empresário diz que é alvo de perseguição política por parte de procuradores adeptos da “agenda esquerdista”, conforme noticiou a Renova Mídia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter