TSE nega pedido de Bolsonaro para retirar vídeo da campanha tucana

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Vídeo da campanha de Alckmin tem o mote: “Não é na bala que se resolve”. Ministro salientou ainda que a peça nem cita nominalmente o candidato.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sérgio Banhos, negou neste domingo (2) pedido dos advogados do candidato do PSL ao Planalto, Jair Bolsonaro, para a retirada de um vídeo da campanha eleitoral de Geraldo Alckmin (PSDB).

Os representantes de Bolsonaro solicitaram uma liminar para impedir que o vídeo, que mostra a destruição de objetos por tiros, continuasse a ser divulgado. Eles argumentaram que a peça publicitária era irregular e podia trazer prejuízos para campanha de Bolsonaro. E pediram sua exclusão definitiva.

No entanto, o ministro decidiu que não havia irregularidade. Banhos salientou ainda que a peça nem cita nominalmente Bolsonaro.

O ministro do TSE declarou:

Não se verifica irregularidade capaz de denegrir a imagem do representante. A uma porque não houve qualquer referência ao seu nome ou a sua imagem na propaganda eleitoral hora impugnada. A duas porque imagens tidas como ‘impactantes’ como é utilizado na inserção são apresentadas diariamente nos telejornais, uma vez que a violência explícita, lamentavelmente, é uma realidade do país.

O ministro ainda falou que liberdade de expressão não serve apenas para opiniões que não incomodem. Argumentou que, numa democracia, inclui também opiniões desconcertantes.

Sérgio Banhos acrescentou:

Ressalto ainda que a liberdade de expressão não abarca somente as opiniões inofensivas eu favoráveis, mas também aquelas que possam causar transtorno ou inquietar pessoas, pois a democracia se assenta no pluralismo de ideias e pensamentos.

 

Adaptado da fonte Gazeta Online
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações