TSE pede investigação contra Bolsonaro por fake news contra as urnas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Tribunal quer Bolsonaro investigado por fake news contra as urnas eletrônicas.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, informou nesta segunda-feira (2), ter pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado no inquérito que apura a disseminação de fake news.

O pedido foi aprovado pelos ministros em plenário por unanimidade.

O pedido de apuração é baseado nas críticas constantes feitas pelo chefe do Executivo às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral do Brasil.

Na mesma sessão, o TSE também aprovou, por unanimidade, a abertura de um inquérito administrativo no âmbito do tribunal para apurar ataques à legitimidade das eleições.

A investigação abordará infrações como corrupção, fraude, condutas vedadas a agentes públicos, abuso de poder político e econômico e propaganda fora do período de eleições.

A proposta partiu do corregedor eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão.

O controverso inquérito das fake news foi aberto em março de 2019, por decisão do então presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, para investigar supostas fake news, ofensas e ameaças a ministros do STF.

O ministro Alexandre de Moraes é o relator da investigação, que vem sendo apontada por muitos especialistas como anticonstitucional.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.