Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

TSE proíbe eleitor de votar sem máscara

Não haverá higienização das urnas e não será permitido votar sem máscara.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apresentou, nesta terça-feira (8), o plano de segurança sanitária para as eleições municipais de 2020.

O texto foi elaborado por uma consultoria formada por especialistas da Fiocruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein.

Em meio à pandemia de coronavírus, o plano inclui o protocolo a ser adotado pelas seções eleitorais e as recomendações para garantir a segurança de eleitores, mesários e demais colaboradores da Justiça Eleitoral.

Barroso disse que cada passo dado pelo TSE foi feito “em consulta com os principais especialistas da área, comunidade científica e seus representantes.”

O horário será estendido, a votação ocorrerá das 7h às 17h e pessoas maiores de 60 anos terão prioridade entre 7h e 10h da manhã. 

O TSE ainda sugere que os eleitores levem suas próprias canetas para assinar o caderno de registro da seção eleitoral. Não haverá higienização das urnas e não será permitido votar sem máscara.

“Percebo uma sociedade mobilizada, consciente e participante. As eleições municipais são as mais próximas do cidadão e é ali que tem capacidade de fazer maior diferença”, afirmou o ministro nesta terça-feira (8), segundo o site Congresso em Foco.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM