PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Tucanos lançam manifesto pela “união do centro político”

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O manifesto dos tucanos aponta o risco de, em caso de fragmentação do chamado centro político, o grupo ficar sem representante no segundo turno da corrida presidencial.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o deputado Marcus Pestana (MG), e o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, lançam nesta terça-feira (5), em conjunto com o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), um manifesto pela união do chamado centro político na eleição presidencial deste ano.

O documento será apresentado a pré-candidatos ao Planalto como Geraldo Alckmin (PSDB), que recentemente elogiou a iniciativa, e Marina Silva (Rede).

O manifesto aponta o risco de, em caso de fragmentação do chamado centro político, este grupo ficar sem representantes no segundo turno da disputa, deixando a Presidência para os “extremos do espectro político”.

Segue um trecho do documento:

Tudo que o Brasil não precisa, para a construção de seu futuro, é de mais intolerância, radicalismo e instabilidade. Para nos libertarmos dos fantasmas do passado, superarmos definitivamente a presente crise e descortinarmos novos horizontes é central a construção de um novo ambiente político que privilegie o diálogo, a serenidade, a experiência, a competência, o respeito à diversidade e o compromisso com o país. É neste sentido que as lideranças políticas que assinam este manifesto conclamam todas as forças democráticas e reformistas a se unirem em torno de um projeto nacional, que a um só tempo, dê conta de inaugurar um novo ciclo de desenvolvimento social e econômico, a partir dos avanços já alcançados nos últimos anos, e afaste um horizonte nebuloso de confrontação entre populismos radicais, autoritários e anacrônicos.

Além de Alckmin e Marina, o tucano Marcus Pestana disse que o documento será levado aos pré-candidatos Flávio Rocha (PRB), João Amoedo (Novo), Rodrigo Maia (DEM), Henrique Meireles (MDB), Alvaro Dias (Podemos) e Paulo Rabelo de Castro (PSC).

 

Com informações de BOL
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.