Português   English   Español

‘Tudo é coitadismo’, diz Jair Bolsonaro

'Tudo é coitadismo', diz Jair Bolsonaro

Bolsonaro classificou movimentos sociais como ‘coitadismo’ e afirmou que vai ‘acabar com isso’.

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) concedeu entrevista à afiliada do SBT no Piauí nesta terça-feira (23).

Ele criticou as chamadas políticas de “ação afirmativa”, como as de cotas, e afirmou que elas reforçam preconceitos contra os cidadãos beneficiados.

Bolsonaro declarou:

Isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitada da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso.

E acrescentou:

Quando eu era garoto, não tinha essa história de bullying. O gordinho dava pancada em todo mundo. Agora o gordinho chora. Acontecem as brincadeiras entre crianças. Elas estão ali se moldando, moldando o caráter. Não tem que ter política pra isso.

O candidato do PSL também disse que as políticas afirmativas defendidas pelos movimentos sociais “reforçam o preconceito”. Para Bolsonaro, estas políticas são uma “maneira de dividir a sociedade”.

Ele nega também que haja desigualdade no Brasil, já que, segundo Bolsonaro, “somos um só povo embaixo de uma só bandeira, um só coração verde e amarelo.”

Durante a entrevista, o capitão reformado do Exército voltou a afirmar que vai tratar as ocupações de terras promovidas pelo MST como ação terrorista.

O presidenciável declarou:

Esse pessoal não pode continuar levando terror ao campo e ficar imune em nome do movimento social.

 

Adaptado da fonte UOL

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...