Turquia aceita sugestão de Trump e criará ‘zona de segurança’ na Síria

Idiomas:

Português   English   Español
Turquia aceita sugestão de Trump e criará 'zona de segurança' na Síria
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O regime islâmico da Turquia aceitou uma proposta dos Estados Unidos para evitar confrontos com milícias curdas na Síria.


O líder turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta terça-feira (15) que seu país criará a “zona de segurança” sugerida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para separar a fronteira turca das posições em poder da milícia curda na Síria.

A conversa telefônica na segunda-feira (14) entre os dois líderes foi descrita por Erdogan como “extremamente positiva”. Na ocasião, segundo o presidente turco, Trump “mencionou uma zona de segurança que representa mais de 30 km, e que vamos estabelecer ao longo da fronteira”.

Esta conversa ocorreu em um momento no qual ambos os países vivem um novo episódio de tensão.

Turquia não esconde a sua intenção de lançar uma operação militar contra a milícia curda Unidades de Proteção Popular (YPG), mas os Estados Unidos tenta, desde o seu anúncio de retirada da Síria, em dezembro, tranquilizar os seus aliados.

Durante a sua conversa com Trump, Erdogan assegurou a seu colega americano que a Turquia está preparada para fornecer “qualquer tipo de apoio” aos Estados Unidos em sua retirada da Síria.

No domingo (13), Trump ameaçou no Twitter “devastar a Turquia economicamente se atacar os curdos”, conforme noticiou a RENOVA.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...