Turquia já matou centenas de civis curdos na invasão da Síria

Um total de 187 civis foram vítimas da operação militar da Turquia na região síria de Afrin, enquanto mais de 550 ficaram feridos.

As informações foram concedidas ao jornal Sputnik nesse sábado (25) por uma fonte de segurança curda:

O número de vítimas por 36 dias de agressão militar turca em Afrin atingiu 187 pessoas e cerca de 560 feridos.

De acordo com a mesma fonte, enfrentamentos violentos entre as milícias curdas e as forças turcas estão ocorrendo atualmente perto do assentamento de Jandairis.

Em 20 de janeiro, o Estado-Maior turco anunciou o início da operação Ramo de Oliveira, dirigida contra certas forças curdas, em Afrin.

Ancara considera o Partido da União Democrática (PYD), um partido político curdo no norte da Síria, e as milícias do Partido Popular de Proteção do Povo Curdo (YPG) filiadas ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão Turco (PKK) como organizações terroristas na Turquia.

Já Damasco expressou sua oposição à operação turca, dizendo que tais ações violavam a soberania síria.

Semana passada, publicamos um vídeo mostrando milícias da Turquia executando um civil curdo à sangue frio. As cenas são fortes.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *