Português   English   Español

Turquia pede a prisão de assessores do príncipe da Arábia Saudita

Ex-vice-chefe de Inteligência e ex-conselheiro da corte real são suspeitos de planejar o assassinato do jornalista saudita em Istambul.

O procurador-geral de Istambul pediu nesta quarta-feira (5) a detenção de duas pessoas próximas ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, no caso do assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

O gabinete do procurador-geral solicitou mandatos de detenção contra Ahmed al Assiri, ex-vice-chefe de Inteligência, e Saud al Qahtani, ex-conselheiro da corte real.

Os documentos citam “fortes suspeitas” de que eles estiveram envolvidos no planejamento do assassinato de Khashoggi.

Khashoggi, colaborar do jornal “The Washington Post“, foi assassinado em 2 de outubro dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia, registrou o portal “G1“.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter