- PUBLICIDADE -

Turquia pede união de muçulmanos contra embaixadas em Jerusalém

- PUBLICIDADE -

A Turquia pediu a países muçulmanos que impeçam outras nações de seguirem o exemplo dos Estados Unidos e inaugurarem embaixadas em Jerusalém.

A declaração foi feita na abertura da cúpula da Organização de Cooperação Islâmica (OCI), com 57 membros, realizada em Istambul nesta sexta-feira (18).

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, declarou no discurso de abertura:

Na declaração final, enfatizaremos o status da questão palestina para nossa comunidade e que não permitiremos que se mude o status da cidade histórica. Devemos impedir outros países de seguirem o exemplo dos EUA.

De acordo com informações da Reuters Brasil:

O chanceler do Irã, Mohammad Javad Zarif, também disse que nações islâmicas precisam se coordenar com outros Estados.

“Os crimes recentes de Israel na Palestina e a realocação da embaixada dos EUA para Jerusalém exigem uma coordenação séria entre países islâmicos e a comunidade internacional”, disse Zarif à televisão estatal iraniana depois de chegar a Istambul.

A Turquia tem sido uma das vozes mais críticas da medida norte-americana e da violência em Gaza, e seu governo decretou três dias de luto pelos mortos. Erdogan descreveu as ações das forças israelenses como “genocídio”, e Israel como um “Estado terrorista”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -