Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Twitter acusa China de tentar deslegitimar protestos em Hong Kong

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Twitter acusa China de tentar deslegitimar protestos em Hong Kong
COMPARTILHE

Esta é a primeira vez que a empresa divulga operações de informação com ligações com a China.

O Twitter informou, nesta segunda-feira (19), que suspendeu quase mil contas chinesas e baniu propaganda de empresas estatais de veículos de imprensa da China.

A rede social citou uma “significativa operação de informação patrocinada pelo Estado” relacionada aos protestos em Hong Kong.

As contas eram parte de uma rede maior de quase 200 mil contas que foram excluídas antes de estarem substancialmente ativas, disse o Twitter em um blog.

“No geral, essas contas estavam deliberada e especificamente tentando semear a discórdia política em Hong Kong, incluindo minar a legitimidade e as posições políticas do movimento de protesto”, disse o Twitter.

“Com base em nossas investigações intensivas, temos evidências confiáveis ​​para sustentar que essa é uma operação coordenada pelo Estado”, acrescentou o comunicado da rede social.

A empresa disse na publicação em seu blog que as contas de mídia apoiadas pelo Estado “estarão livres para continuar a usar o Twitter para participar de conversas públicas”, mas não para fazer publicidade de seus produtos, informa o jornal Gazeta do Povo.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM