Twitter é alvo de queixa na comissão eleitoral após censura

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"A censura do Twitter é tão transparente”, diz comitê republicano.

O Comitê Nacional Republicano (RNC, na sigla em inglês) apresentou, nesta sexta-feira (16), uma queixa contra o Twitter na Comissão Eleitoral Federal.

Os republicanos alegaram que houve uma “contribuição ilegal à campanha” do democrata Joe Biden à presidência quando a empresa censurou o compartilhamento de uma reportagem do New York Post sobre um suposto caso de tráfico de influência envolvendo a família de Biden.

Ronna McDaniel, presidente do RNC, declarou:

“A censura do Twitter é tão transparente que faria corar os governos da China ou da Coreia do Norte. O RNC entrou com uma reclamação na FEC pelo que é claramente uma contribuição ilegal para a campanha de Biden!”

A emissora Fox News teve acesso à queixa.

No texto, o comitê republicano alega que o Twitter “é um ator partidário, dirigido por partidários democratas” e está “usando seus recursos corporativos para fornecer apoio ativo à campanha de Joe Biden em violação da lei federal”. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.