- PUBLICIDADE -

Uber já foi banida de vários países

Uber vai checar informações dos passageiros no Serasa
- PUBLICIDADE -

A Uber deixará de funcionar na Colômbia em 1º de fevereiro. Mas o país sul-americano não é o único dificultando a atuação da empresa.

A Uber enfrenta uma fase complicada mundo afora. A empresa está sendo questionada em muitos países há algum tempo. 

A sentença recente da Justiça da Colômbia contra a Uber é apenas mais um revés para as operações globais da empresa norte-americana.

Na Alemanha, a empresa foi banida em dezembro de 2019. As autoridades alemãs entenderam que a Uber não possui as licenças necessárias para oferecer seus serviços usando carros alugados. 

Em 2015, a Uber foi banida na Bulgária por causa de práticas desleais ao permitir que parceiros que não tinham licença profissional atuassem como motoristas no aplicativo.

Em 2017, a companhia também enfrentou problemas na Dinamarca, que endureceu as regras de transporte e obrigou os motoristas de táxis a incluírem medidores de tarifas, sensores de assentos parar airbags, câmeras de vídeo para segurança, entre outros pontos. 

A Uber afirmou que não conseguiria se adequar aos novos requisitos impostos pelo governo dinamarquês, ocasionando na suspensão da empresa do país.

Até mesmo em casa, nos Estados Unidos, a Uber sofre com algumas dificuldades. 

Em Nova York, por exemplo, a prefeitura restringiu a presença da Uber nas ruas e definiu um limite para concessão de licenças de motoristas. 

Já a Califórnia, em 2019, sancionou uma lei obrigando a empresa a contratar funcionários com registro e não mais como temporários, registra o site InfoMoney.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -