PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Ucrânia nega pressão de Trump para investigar filho de Biden

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Com base em fontes anônimas, a velha imprensa dos EUA acusa Trump de ter pressionado a Ucrânia a investigar o filho de um opositor democrata.

O chanceler da Ucrânia, Vadym Prystaiko, negou, neste sábado (21), que o presidente norte-americano, Donald Trump, tenha pressionado o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, a investigar o filho do político democrata Joe Biden.

A suposta pressão, divulgada na sexta-feira (20) pelo jornal americano Wall Street Journal com base em fontes anônimas, teria acontecido em um telefonema de julho.

“Eu sei do que se tratava a conversa e acho que não houve pressão. Essa conversa foi longa, amigável e abordou muitas perguntas, às vezes exigindo respostas sérias”, afirmou Prystaiko.

Biden, que foi vice-presidente de Barack Obama, lidera as pesquisas entre os pré-candidatos do Partido Democrata para se tornar o candidato presidencial que enfrentará Trump em 2020.

Segundo a denúncia, durante uma ligação com o então presidente recém-eleito da Ucrânia, Trump teria pedida cerca de oito vezes para Zelenskiy trabalhar com Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York e seu advogado pessoal, em uma investigação sobre o envolvimento de Hunter Biden em uma empresa de gás de propriedade de um oligarca ucraniano.

O chefe da Casa Branca desqualificou a denúncia, classificando-a como mais um golpe com fins eleitorais.

Trump afirmou que não conhecia a identidade do denunciante e nem as acusações precisas, mas que todas as suas conversas com líderes estrangeiros foram apropriadas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.