- PUBLICIDADE -

Ucrânia vai revisar investigações relacionadas aos Biden

Ucrânia vai revisar investigações relacionadas aos Biden
- PUBLICIDADE -

Procurador-geral da Ucrânia disse que nenhum funcionário estrangeiro ou ucraniano entrou em contato com ele para solicitar essa auditoria.

O novo procurador-geral da Ucrânia, Ruslan Ryaboshapk, afirmou, nesta sexta-feira (4), que conduzirá a auditoria de uma investigação sobre a Burisma, uma empresa ucraniana de gás onde Hunter Biden, filho do candidato democrata Joe Biden, atuou como membro do Conselho.

Uma investigação criminal contra a empresa foi encerrada em 2016 após o ex-vice-presidente dos Estados Unidos pressionar o governo ucraniano pela demissão do procurador Victor Shokin, que estava de olho na participação dos Biden na Ucrânia.

O presidente norte-americano Donald Trump alega que foi por causa da pressão do então vice-presidente que a investigação foi encerrada e insiste que a Ucrânia abra um novo inquérito.

O próprio Joe Biden já admitiu, em vídeo, que utilizou um financiamento de US$ 1 bilhão do governo dos EUA para exigir a demissão do procurador Shokin.

Ryaboshapka disse que está ciente de pelo menos 15 investigações que podem ter afetado a Burisma, seu proprietário Nikolai Zlochevsky, um associado chamado Serhiy Zerchenko e Biden, e que tudo será revisto, informa o jornal Gazeta do Povo.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -