Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

UE critica Maduro por expulsão de embaixadora na Venezuela

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
UE prepara aplicação de novas sanções contra Venezuela

Maduro deu um prazo de 72 horas para a saída do país da embaixadora Isabel Brilhante Pedrosa.

Josep Borrell, chefe da diplomacia da União Europeia, condenou, nesta terça-feira (30), a expulsão da embaixadora da UE na Venezuela decretada pelo ditador Nicolás Maduro.

Borrell ameaçou o regime chavista com a adoção de medidas de “reciprocidade”:

“Condenamos e rejeitamos a expulsão de nossa embaixadora em Caracas. Adotaremos as medidas necessárias habituais de reciprocidade.”

A expulsão da diplomata acontece em resposta às novas sanções europeias contra 11 venezuelanos, entre eles o deputado Luis Parra e vários funcionários do Tribunal Supremo Eleitoral.

Com a decisão, a UE eleva a 36 o número de venezuelanos proibidos de viajar ao bloco e congela seus ativos por considerar que prejudicam a democracia, o Estado de direito e os direitos humanos no país.

Referências: [1]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email