Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

UE critica Maduro por expulsão de embaixadora na Venezuela

UE prepara aplicação de novas sanções contra Venezuela
COMPARTILHE

Maduro deu um prazo de 72 horas para a saída do país da embaixadora Isabel Brilhante Pedrosa.

Josep Borrell, chefe da diplomacia da União Europeia, condenou, nesta terça-feira (30), a expulsão da embaixadora da UE na Venezuela decretada pelo ditador Nicolás Maduro.

Borrell ameaçou o regime chavista com a adoção de medidas de “reciprocidade”:

“Condenamos e rejeitamos a expulsão de nossa embaixadora em Caracas. Adotaremos as medidas necessárias habituais de reciprocidade.”

A expulsão da diplomata acontece em resposta às novas sanções europeias contra 11 venezuelanos, entre eles o deputado Luis Parra e vários funcionários do Tribunal Supremo Eleitoral.

Com a decisão, a UE eleva a 36 o número de venezuelanos proibidos de viajar ao bloco e congela seus ativos por considerar que prejudicam a democracia, o Estado de direito e os direitos humanos no país.

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE