Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

UE diz que intervenção militar na Venezuela deve ser evitada

UE diz que intervenção militar na Venezuela deve ser evitada
COMPARTILHE

A União Europeia (UE) reforçou nesta segunda-feira (25) seu chamado para que se evite uma intervenção militar na Venezuela.

A porta-voz da diplomacia europeia, Federica Mogherini, afirmou que o grupo reiterou seu compromisso com uma saída “pacífica, política e democrática” para a crise.

Mogherini afirmou:

“Devemos evitar uma intervenção militar. Precisamos de uma solução pacífica, política e democrática para a crise, que exclua a violência.”

E, segundo o Estadão, acrescentou:

“O que a UE quer é a realização de eleições presidenciais livres, transparentes e confiáveis, de acordo com a Constituição venezuelana.”

Neste sábado (24), o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, pediu para “deixar em aberto todas as opções” contra o ditador Nicolás Maduro.

O clamor por apoio internacional aconteceu depois da frustrada operação no fim de semana que buscava levar assistência básica aos venezuelanos atingidos pela escassez de alimentos e remédios, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários