Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

UE pede a Hong Kong para reconsiderar adiamento de eleições

UE alerta que decisões recentes enfraquecem a “reputação internacional de Hong Kong como uma sociedade livre e aberta”.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

UE pede a Hong Kong para reconsiderar adiamento de eleições
COMPARTILHE

Josep Borrell, chefe da diplomacia da União Europeia, lamentou o adiamento das eleições legislativas em Hong Kong e a desqualificação dos candidatos de oposição.

Em um comunicado, Borrell convidou as autoridades do território a “reconsiderar” essa decisão:

“O adiamento em um ano das eleições ao Conselho Legislativo, propostas recorrendo a poderes de urgência, retardaria a renovação do mandato democrático e questionaria o exercício dos direitos e liberdades democráticas garantidas pela lei fundamental de Hong Kong.”

E, segundo a agência France-Presse, acrescentou:

“A desqualificação dos candidatos pró-democracia, inclusive de deputados eleitos democraticamente pelo povo de Hong Kong, também enfraquece a reputação internacional de Hong Kong como uma sociedade livre e aberta.”

Borrell completou:

“É essencial que as eleições para o Conselho Legislativo ocorram em um ambiente propício ao exercício dos direitos e liberdades democráticas, consagrados na lei fundamental de Hong Kong.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM