- PUBLICIDADE -

UE pede a Ortega que ponha um ‘fim imediato à violência’ na Nicarágua

- PUBLICIDADE -

A União Europeia enviou uma advertência ao regime do esquerdista Daniel Ortega na Nicarágua.

A Alta Representante para Assuntos Exteriores e Políticos de Segurança da União Europeia (UE) e vice-presidente da Comissão Europeia, a italiana Federica Mogherini, pediu nesta terça-feira (17) ao regime da Nicarágua que ponha “um fim imediato à violência” que, desde abril, já deixou mais de 350 mortos.

A delegação da União Europeia na Nicarágua comunicou:

Mogherini escreveu ao Ministro das Relações Exteriores nicaraguense, Denis Moncada, pedindo o fim imediato da violência, da repressão e das detenções arbitrárias, e que sejam respeitadas as liberdades fundamentais.

Nesta terça-feira (17), as chamadas “forças combinadas” do regime da Nicarágua mantinham isolada a cidade de Masaya e realizavam um forte ataque armado à comunidade de Monimbó, uma das que oferece maior resistência ao presidente esquerdista Daniel Ortega.

Horas antes, as mesmas forças tinham atacado a cidade vizinha de Nindirí, situada entre Manágua e Masaya.

A diplomata europeia “expressou suas condolências a todas as vítimas da violência e fez um pedido para que seus autores sejam responsabilizados judicialmente e que os grupos armados irregulares sejam desmantelados”.

 

Com informações da EFE
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -