Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

UE pode não sobreviver à crise do coronavírus, diz George Soros

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Expulso da Hungria, Soros tenta conter avanço da direita na Europa
COMPARTILHE

“Esta não é uma possibilidade teórica; pode ser a realidade trágica”, alertou o bilionário.

O bilionário George Soros alertou, nesta sexta-feira (22), que a União Europeia pode se separar após a pandemia do novo coronavírus.

Soros, no entanto, apresentou a sua solução para este problema: o bloco econômico deve emitir¹ títulos perpétuos para ajudar os membros mais fracos, como a Itália.

O magnata húngaro-americano, de 89 anos, disse que os danos à economia da zona do euro decorrentes do novo coronavírus durariam “mais do que a maioria das pessoas pensa”.

Apesar de alguns resultados iniciais promissores, George Soros acrescentou² que a rápida evolução do vírus significava que seria difícil desenvolver uma vacina confiável.

Em uma transcrição³ de uma sessão de perguntas e respostas enviada por email a repórteres, Soros afirmou:

“Se a UE não puder considerar isso agora, talvez não consiga sobreviver aos desafios que enfrenta atualmente. Esta não é uma possibilidade teórica; pode ser a realidade trágica.”

E completou:

“Existe uma solução. Os impostos só precisam ser autorizados; eles não precisam ser implementados.”

Referências: [1][2][3]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram