Português   English   Español

UFRJ diz que tirar Museu Nacional das mãos do PSOL é autoritário

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) reagiu nesta sexta-feira (7) ao plano estudado pelo governo Michel Temer (MDB) de desvincular da instituição a gestão do Museu Nacional, destruído por um incêndio no domingo (2).

A reitoria da universidade, comandada por um dos fundadores do PSOL, afirmou que “qualquer medida dedicada a retirar da UFRJ o Museu Nacional representaria ato arbitrário e autoritário contra a autonomia universitária e a comunidade científica do país”.

A UFRJ também afirmou, por meio de nota, que no espaço não ocorre apenas a conservação do acervo, mas diversas outras atividades ligadas ao estudo e à pesquisa.

“Além da guarda da memória, da cultura do país e do mundo, ali se produz conhecimento, ciência de ponta reconhecida pela Capes com a nota 7, maior índice de avaliação possível para uma instituição acadêmica no Brasil”, disse a instituição.

Será que o acervo do Museu Nacional foi realmente conservado com zelo pela reitoria psolista?

Adaptado da fonte Folha

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter