Último jornal impresso nacional sai de circulação na Venezuela

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O jornal venezuelano El Nacional vai publicar sua última edição impressa nesta sexta-feira (14), informou seu presidente-executivo, Miguel Henrique Otero.

Dessa forma, a Venezuela fica sem nenhum jornal impresso independente de circulação nacional.

Miguel Henrique Otero disse ao jornal espanhol “ABC” que o “El Nacional” continuará em sua versão digital. Ele atribuiu a decisão aos controles da ditadura à importação do papel jornal.

El Nacional” tem sido impresso por 75 anos e ficou conhecido pelas críticas ao regime de Nicolás Maduro.

“Conseguiram silenciar o rádio e a televisão e fizeram desaparecer os jornais impressos independentes, convertendo-os em plataformas web. Nós éramos o último jornal nacional que mantinha edição impressa”, disse Otero.

Segundo ele, a censura contra a imprensa representa “uma ditadura pura e dura”, em que não há divisão de poderes ou liberdade de expressão.

Adaptado da fonte Folha

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.