Unasul está quebrada e corre risco de perder sua sede

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Desde o início de 2018, a Unasul não fez nenhuma reunião significativa e os funcionários estão completamente ociosos, passam o dia na internet.

A Unasul foi criada em 2008 pelos ex-presidentes esquerdistas Lula, Hugo Chávez (Venezuela) e Néstor Kirchner (Argentina). O objetivo era aumentar a integração na região e funcionar como órgão regional sem influência dos Estados Unidos.

Oito anos depois, a Unasul está sem dirigentes, sem dinheiro e corre o risco de perder sua sede.

A sede de US$ 43,5 milhões (R$ 160 milhões) foi doada pelo governo do Equador, e agora o presidente equatoriano, Lenin Moreno, pede o prédio de volta.

O colombiano Yuri Chillán, chefe de facto da Unasul, apresentou sua carta de renúncia na terça-feira (31). O presidente eleito da Colômbia, Iván Duque, também já anunciou que vai retirar o país do órgão.

A Unasul está sem secretário-geral, sem chefe de gabinete, tem apenas 2 de 5 diretores, conta com menos de 25% do necessário para cobrir seu orçamento.

Desde o início do ano, o órgão não fez nenhuma reunião significativa e os funcionários estão completamente ociosos, passam o dia na internet.

Dos 48 funcionários, sobraram 27, os únicos ocupantes dos 19,5 mil metros quadrados de um prédio de cinco andares em Quito, capital do Equador.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque