União Europeia anuncia sanções contra autoridades da Venezuela

A União Europeia irá impor sanções econômicas contra 11 autoridades venezuelanas em protesto pela fraudulenta reeleição do ditador Nicolás Maduro.

O bloco não considerou o processo eleitoral livre ou justo, informaram diplomatas da UE.

As proibições de viagem e congelamento de bens, impostos no mês de maio, se somarão a medidas contra outras sete autoridades graduadas da Venezuela que o bloco sancionou em janeiro.

As sanções não atingem o ditador Maduro diretamente, porque a União Europeia tenta pressionar aqueles ao seu redor primeiro.

O bloco, o terceiro maior parceiro comercial da Venezuela depois dos Estados Unidos e da China, está tentando isolar Caracas e ajudar a pôr fim ao que vê como um regime autoritário que está arruinando a economia do país e provocando a escassez de alimentos.

 

Com informações de BOL
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia