- PUBLICIDADE -

União Europeia sai em defesa de Soros e irrita premiê da Hungria

União Europeia sai em defesa de Soros e irrita premiê da Hungria

- PUBLICIDADE -

Soros tem sido repetidamente acusado por Orban de usar sua vasta riqueza para impulsionar políticas globalistas na Hungria e no resto do mundo ocidental.

O premiê Viktor Orbán disse que a decisão da Comissão Europeia (CE) de atacar a lei contra imigração ilegal da Hungria é apenas um teatro político destinado a apaziguar o bilionário globalista George Soros.

A comissão emitiu uma orientação sobre a legislação, conhecida como a lei “Pare Soros“, ao governo húngaro na semana passada, alegando que o projeto dificulta aqueles que desejam legalmente buscar asilo na Hungria.

Caso o governo conservador de Budapeste não rever a lei dentro dos próximos dois meses, a comissão poderá levar o caso ao Tribunal de Justiça da União Europeia.

O primeiro-ministro da Hungria acusou Frans Timmermans, que atualmente é o primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, de ser “o homem de Soros”, acrescentando que o bilionário húngaro-americano quer “assumir as instituições europeias”.

Segundo a “Sputnik“, Viktor Orbán declarou:

“Soros antagonizou não só a nós, mas também a Inglaterra, o presidente Trump e Israel também. Em todo lugar ele quer que a migração seja aceita. Não vai funcionar. Nós não estamos sozinhos e vamos lutar juntos […] e vamos conseguir”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -