Português   English   Español

Universidade de George Soros vai trocar Hungria pela Áustria

A Universidade Centro-Europeia (CEU), fundada por George Soros, afirmou nesta segunda-feira (3) que foi forçada a parar de funcionar na Hungria.

O magnata George Soros acusou o governo húngaro de praticar “uma expulsão arbitrária” que viola a liberdade acadêmica, e confirmou planos de matricular novos estudantes na vizinha Áustria no próximo ano.

O comunicado da CEU é mais um capítulo de um impasse de anos entre o bilionário Soros, que promove a agenda globalista por meio de ONGs e fundações, e o governo nacionalista do primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban.

Meses atrás, a fundação de Soros precisou transferir sua sede para a Alemanha por causa de uma legislação aprovada por ampla maioria no parlamento da Hungria, conforme noticiou a Renova.

“A CEU foi expulsa. Isso é inédito. Uma instituição norte-americana foi expulsa de um país aliado da Otan. Uma instituição europeia foi expulsa de um Estado membro da União Europeia”, disse o presidente e reitor da universidade, Michael Ignatieff, em comunicado divulgado pela agência Reuters.

O status legal da Universidade Centro-Europeia tem estado incerto há mais de um ano desde que foram feitas mudanças em uma lei de educação superior proibindo universidades registradas no exterior de operar na Hungria caso não forneçam cursos em seu país natal.

A Universidade Centro-Europeia disse ainda que começará a matricular estudantes em busca de diplomas norte-americanos em seu novo campus em Viena, capital da Áustria, para o próximo ano acadêmico. Estudantes já matriculados terminarão seus estudos em Budapeste.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter