Universitários envenenados durante manifestação na Nicarágua

Pelo menos 21 estudantes universitários sofreram com intoxicação alimentar nesta sexta-feira (11) em protestos na Nicarágua.

Os protestos eclodiram em 18 de abril contra uma reforma da previdência, mas se multiplicaram e tomaram todo o país revelando a insatisfação dos nicaraguenses com o governo esquerdista de Daniel Ortega.

Estudantes da Universidade Politécnica da Nicarágua (Upoli) e da Universidade Nacional Agrária (UNA) ingeriram substâncias venenosas aplicadas em bananas e água, que lhes foram doados junto com outros alimentos.

As autoridades da UNA repudiaram categoricamente o “fato de que pessoas de identidade desconhecida tenham entregado alimentos e bebidas que, pelos seus efeitos, indicam que continham algum tipo de substância tóxica, pondo em perigo a saúde dos estudantes que protestavam pacificamente nos arredores da universidade na manhã de hoje”.

De acordo com informações do BOL:

As vítimas, que foram transferidas a um hospital de Manágua, sofreram afetações em diferentes níveis e, embora alguns permaneçam em observação, suas vidas aparentemente estão fora de perigo, segundo a UNA, cuja diretoria recomendou aos alunos não consumir alimentos nem bebidas de fontes desconhecidas.

“Neste momento é crime ser estudante”, comentou um porta-voz do Movimento Estudantil 19 de Abril, ao referir-se ao ataque dos desconhecidos.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia