Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Urina de astronautas poderia ser usada em construções na Lua

Urina de astronautas poderia ser usada em construções na Lua
COMPARTILHE

“A urina da equipe de astronautas a ocupar as bases lunares […] poderia ser útil”, diz pesquisador.

As agências espaciais dos Estados Unidos, da Europa e da China já deixaram claro seu interesse em construir bases lunares nas próximas décadas. 

Uma parte dos problemas enfrentados para levantar construções na Lua pode ser solucionada com a ajuda da urina dos próprios astronautas.

Uma pesquisa conduzida por cientistas europeus abre a possibilidade de uma substância excretada pelos humanos servir de plastificante, um tipo de aditivo que suaviza materiais de construção. 

Em um comunicado, Ramón Pamies, professor da Universidade Politécnica de Cartagena, na Espanha, e coautor do estudo, declarou:

“Para fazer o concreto geopolimérico que será usado na Lua, a ideia é usar o que já está lá: regolito [o material solto sobre a superfície lunar] e a água do gelo que está presente em algumas áreas.”

E acrescentou:

“Mas neste estudo, vemos que um resíduo descartável, como a urina da equipe de astronautas a ocupar as bases lunares, também poderia ser útil.”

O pesquisador disse que o excremento é majoritariamente composto por água e ureia, sendo que esta segunda molécula permite a quebra de ligações de hidrogênio — o que reduz as viscosidades de várias misturas aquosas, destaca a revista Galileu.

Em experimentos, os cientistas misturaram um material semelhante ao regolito lunar com ureia e diferentes plastificantes, e, depois, usaram uma impressora 3D para criar cilindros de “lama”. 

Eles verificaram que as amostras com ureia em sua composição suportavam grandes pesos e mantinham seus formatos bem estáveis, além de serem mais resistentes após serem aquecidas a 80°C e passarem por ciclos de gelo e degelo, assim como enfrentariam na Lua.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários