Português   English   Español

Uso de crianças em propaganda contra Bolsonaro sob investigação

Ministério Público determina investigação sobre uso de crianças em propaganda contra Bolsonaro no segundo turno.

Órgão de defesa da infância do Ministério Público do Distrito Federal determinou a abertura de investigação sobre a autoria de vídeo que fez uso indevido da imagem de crianças, expondo-as a conteúdo impróprio para a idade e grau de maturidade.

O material foi utilizado para atacar o então candidato Jair Bolsonaro durante a campanha do segundo turno das eleições para Presidência da República.

Às vésperas do segundo turno da eleição presidencial, circulou em redes sociais, particularmente em grupos de apoiadores do candidato derrotado Fernando Haddad, vídeo que utilizava crianças repetindo frases de conteúdo apelativo proferidas no passado por Bolsonaro.

Os responsáveis pela produção e propagação do vídeo, todavia, não foram identificados até o momento. Não consta do material qualquer atribuição de crédito.

Por esse motivo, membros da Promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público do Distrito Federal requisitaram ao Grupo de Repressão de Crimes Cibernéticos da Polícia Federal em Brasília a instauração de inquérito para apuração dos autores do material abusivo.

O ofício de requisição aponta a possível prática do art. 232 do ECA, o qual pune a conduta de “submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter