‘Vai mudar’, diz Bolsonaro sobre protocolo para cloroquina

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Votaram em mim para eu decidir. E essa decisão da cloroquina passa por mim”, diz Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a defender, nesta quinta-feira (14), a utilização da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes infectados com o coronavírus.

Em conversa por videoconferência com empresários, Bolsonaro disse que a decisão sobre o medicamente passa por ele: 

“Votaram em mim para eu decidir. E essa decisão da cloroquina passa por mim. Está tudo tudo bem com o ministro da Saúde, está tudo sem problema nenhum com ele, acredito no trabalho dele, mas essa questão nós vamos resolver.”

O chefe do Executivo enfatizou que o protocolo será modificado:

“Não pode um protocolo de 31 de março agora, quando estava o ministro da Saúde anterior dizendo que era só em caso grave, e a gente não pode mudar protocolo agora… Pode mudar e vai mudar.” 

Bolsonaro completou:

“Por que vai mudar? Em comum acordo com o ministro da Saúde. Porque o Conselho Federal de Medicina diz que tem que ser feito dessa maneira.”

Nesta quarta-feira (13), Bolsonaro teve uma reunião reunido no Palácio do Planalto, em Brasília, com o ministro da Saúde, Nelson Teich, onde a cloroquina foi o assunto principal.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.