Vândalos do #MeToo atacam icônica estátua de marinheiro

Idiomas:

Português   English   Español
Vândalos do #MeToo atacam icônica estátua de marinheiro
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O movimento feminista #MeToo surgiu em defesa das vítimas de abuso sexual, assédio e abuso, mas acabou se tornando morada de extremistas de esquerda.

Uma estátua foi vandalizada com a frase #MeToo pintada com spray vermelho na cidade de Sarasota, na Flórida.

A obra reproduz a icônica foto de um marinheiro beijando uma enfermeira na Times Square de Nova York durante celebrações do fim da Segunda Guerra Mundial

O grafite cobre a perna esquerda da mulher que está sendo beijada, do tornozelo ao joelho, como você conferiu na foto de capa desta matéria.

A polícia de Sarasota disse que não há vigilância por vídeo da área de vandalismo ou testemunhas. Eles estimam que os reparos custarão US$ 1 mil, registra o Estadão.

As informações inicias das autoridades indicam que o vandalismo foi praticado na segunda-feira, um dia após a morte do marinheiro George Mendonsa, aos 95 anos.


George Mendonsa debruçado sobre Greta Friedman, que usa um uniforme branco de enfermeira.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque