- PUBLICIDADE -

Vans escolares marcam paralisação em São Paulo nesta segunda

- PUBLICIDADE -

Os motoristas de vans escolares de São Paulo marcaram uma paralisação para esta segunda-feira (28). Eles vão fazer um ato na avenida Paulista no início da manhã reivindicando a redução do preço dos combustíveis.

De acordo com informações da Isto É, segundo o condutor Edmilson Andrade, um dos organizadores do ato, a previsão é de que cerca de mil carros compareçam ao protesto.

Avisamos as famílias das crianças que não temos condição de trabalhar porque não temos combustível para circular o dia todo. Mas não vamos cruzar os braços, quem tiver combustível suficiente vai para o protesto e vai levar outros motoristas.

Ele afirma que cerca de 200 mil crianças devem ficar sem o transporte escolar nesta segunda. Edmilson acrescentou:

A reivindicação dos caminhoneiros é a nossa também. Não temos mais como sustentar esse preço. Eu tenho três carros para o transporte escolar, há um ano eu gastava R$ 1,5 mil a cada quinze dias só com combustível. Hoje, eu gasto o dobro.

A Prefeitura de São Paulo orientou as instituições de ensino a não considerar as faltas de professores e alunos.

De acordo com informações da Exame:

A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo orientou as diretorias de ensino a não considerar as faltas de professores e alunos nesta segunda-feira, 28, por causa dos reflexos da greve dos caminhoneiros. Elas devem oferecer a opção de compensação de ausência, caso necessário.

Segundo a secretaria, o abastecimento de alimentos das escolas está normalizado, mas as diretorias de ensino devem “se adequar” à realidade dos municípios. A secretaria diz ainda que todo o conteúdo perdido deverá ser reposto.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -