Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Vaticano é um dos maiores defensores do Pacto Global de Migração da ONU

Vaticano é um dos maiores defensores do Pacto Global de Migração da ONU
COMPARTILHE

O jornal do Vaticano anunciou segunda-feira (10) que mais de 160 nações adotaram o Pacto Global de Migração das Nações Unidas, classificando o acordo como um marco importante na regulação internacional da imigração.

“Um exemplo importante de multilateralismo, o GCM é o primeiro acordo internacional sobre migração a nível global”, observou o “L’Osservatore Romano” em seu artigo.

GCM é a sigla para “Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular das Nações Unidas”.

O texto do Vaticano passou a lamentar a recusa de várias nações de assinar o documento das Nações Unidas, entre elas os Estados Unidos, Hungria, República Tcheca, Eslováquia, Polônia, Itália, Áustria, Croácia, Eslovênia, Bulgária, Suíça, Austrália, Chile e Israel, segundo informações do “Breitbart“.

O texto do “L’Osservatore Romano” insiste que o acordo não viola a soberania dos países e apenas “reafirma o respeito pelos direitos humanos”.

A matéria também cita a chanceler alemã, Angela Merkel, que classificou o acordo como “um grande avanço na luta contra os traficantes de seres humanos ”.

A líder da Alemanha é apontada como a mentora do documento. Ao longo dos últimos anos, Merkel tem sido a principal impulsionadora da agenda globalista de fronteiras abertas, conforme noticiou a Renova.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários