PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Vaticano revela arquivos secretos da Segunda Guerra Mundial

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Existe a suspeita de que o Papa Pio XII (1939-1958) fechou os olhos ao crimes cometidos pelo nazismo durante a Segunda Guerra Mundial.

Os arquivos do Vaticano, que conservam a documentação do Papa Pio XII, serão tornados públicos nesta segunda-feira (2). 

A medida pode abrir caminho para o esclarecimento sobre o silêncio do líder da Igreja Católica em relação ao regime nazista de Adolf Hitler.

“A Igreja não tem medo da História. Pelo contrário”, disse o Papa Francisco em março de 2019, quando anunciou o início do processo de abertura da documentação.

85 investigadores já estão inscritos para pesquisar os 16 milhões de documentos pertencentes ao “arquivo secreto”, informa o jornal português Público.

A decisão de abrir os arquivos tem sido celebrada por historiadores e organizações de Israel que teorizam sobre um Sumo Pontífice que se calou perante o fascismo e o nazismo.

Especialistas apontam que a poucos metros da Cidade do Vaticano, no dia 16 de outubro de 1943, soldados nazistas capturaram mais de 1 mil judeus, entre os quais 200 crianças e adolescentes, que poucos dias depois foram enviados para o campo de extermínio de Auschwitz, instalado na Polônia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.