- PUBLICIDADE -

Vazamento de dados de funcionários do TSE na mira da PF

TSE propõe voto distrital para vereador já em 2020

“Polícia Federal está em busca do autor do acesso a esses dados”, diz ministro.

- PUBLICIDADE -

A Polícia Federal (PF) está investigando o vazamento de dados de servidores públicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, afirmou, neste domingo (15), que as análises preliminares apontam que o acesso às informações aconteceu antes de outubro deste ano e que os dados obtidos são “antigos”: 

“Dentro dessa investigação, já se sabe que os dados divulgados são dados antigos, do ano de 2001, então não são dados recentes, e que o acesso a esses dados ocorreu em data anterior a 23 de outubro deste ano. Ainda não temos precisão da data.”  

Mendonça acrescentou: 

“A Polícia Federal está em busca do autor do acesso a esses dados, da sua identificação e, logicamente, sua prisão.” 

 E completou: 

“Não foi apontada nenhuma relação [com a invasão dos sistemas do STJ] até o momento. A gente logicamente não pode descartar eventual possibilidade. Mas nenhum indicativo nesse sentido. Nada também que indique qualquer quebra da lisura do processo eleitoral.” 

O vazamento de dados de funcionários do TSE foi confirmado mais cedo pelo presidente da Corte, Luís Roberto Barroso

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -