Veganos presos na França por ataques a açougues e lanchonetes

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Estabelecimentos como McDonald’s foram vandalizados; açougueiros pediram proteção policial.

Seis pessoas foram detidas na França após uma série de ataques realizados por ativistas dos direitos dos animais contra lojas e restaurantes que vendem carne, peixe e outros produtos de origem animal.

Entre maio e agosto, ao menos nove estabelecimentos na cidade de Lille e arredores, incluindo uma loja de queijos e um McDonald’s, foram vandalizados, tiveram suas janelas quebradas ou suas paredes pintadas com mensagens contrárias ao consumo de carne.

As pichações trazem frequentemente a frase “parem o especismo”, com uma expressão usada por defensores dos direitos dos animais para sugerir que pessoas que comem carne discriminam e se comportam de maneira imoral contra outras espécies que não a humana.

Em junho, açougueiros franceses chegaram a pedir proteção policial ao governo diante dos ataques, afirmando que sua segurança estava ameaçada e acusando vegetarianos e veganos de tentarem ditar seu estilo de vida livre de carne a toda a sociedade francesa.

Adaptado da fonte Folha

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque