Vendas do Carrefour afetadas pelos protestos dos coletes amarelos na França

Vendas do Carrefour afetadas pelos protestos dos coletes amarelos na França
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A empresa Carrefour, maior grupo varejista da Europa, afirmou nesta terça-feira (22) que o crescimento de vendas desacelerou no quarto trimestre, pressionado por 10 semanas de protestos dos coletes amarelos contra o governo da França.

Em outras partes da Europa, Espanha e Itália continuaram como mercados difíceis para o grupo Carrefour, em meio a pressões competitivas e condições econômicas desafiadoras.

Apesar dos resultados negativos no continente europeu, aqui no Brasil, a empresa afirmou que os resultados continuaram a melhorar.

O grupo informou que a receita no quarto trimestre somou 22,6 bilhões de euros, praticamente em linha com as expectativas do mercado.

Na França apenas, as vendas nos hipermercados do grupo caíram 2,2% no período.

A subsidiária brasileira do grupo informou na véspera que as vendas no Brasil no quarto trimestre somaram 15,8 bilhões de reais, crescimento de 10,2%, primeira expansão de dois dígitos desde o último trimestre de 2016, informa a agência “Reuters“.

Compartilhe...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...