Português   English   Español

Venezuela acusa EUA de promover instabilidade no Irã

A ditadura da Venezuela condenou as “violentas manifestações” que têm ocorrido no Irã e acusou os EUA de ser o responsável por promovê-las.

O ditador Nicolás Maduro afirmou em comunicado oficial:

O Presidente da Venezuela, em nome do povo e do governo bolivariano, expressa a sua mais profunda solidariedade com o povo e o governo da República Islâmica do Irã, perante as violentas manifestações que têm lugar nesse país, que tem sido promovidas do exterior, com o fim de desestabilizar a paz interna da nação irmã iraniana.

No documento, Maduro responsabilizou o governo de Donald Trump:

A ingerência do governo dos EUA, em conjunto com o seu aliado Israel, procura aproveitar-se das conjunturas internas para fomentar e forçar, artificialmente, ações desestabilizadoras em detrimento da soberania e independência dos povos, assim como tem feito com a Venezuela.

O documento finaliza dizendo que:

A Venezuela reitera o mais sincero sentimento de solidariedade para com a República Islâmica do Irã, fazendo votos para que o povo e o governo desse país irmão continuem a construir e a afirmar o seu próprio modelo soberanos de país, sem a intervenção de nenhuma potência estrangeira.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...