Português   English   Español
Português   English   Español

Venezuela exclui principais partidos de oposição da eleição

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Vinculado à ditadura de Nicolás Maduro, o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) tirou da disputa municipal os partidos dos líderes Henrique Capriles e Leopoldo López.

Os quatro principais partidos da oposição da Venezuela ficaram inabilitados de participar das eleições de vereadores de 9 de dezembro, informou o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) nesta terça-feira (11). O organismo é considerado submisso ao ditador do país, Nicolás Maduro.

Entre os proibidos estão os partidos Primeiro Justiça, Vontade Popular, Ação Democrática e Um Novo Tempo.

Devido ao fato de não terem participado das fraudulentas eleições de 20 de maio, nas quais Nicolás Maduro foi “reeleito”, o CNE ordenou que essas legendas revalidem seus registros, com novo recolhimento de assinaturas de seus filiados.

O Primeiro Justiça, partido do ex-candidato presidencial Henrique Capriles, o Vontade Popular, do líder em prisão domiciliar Leopoldo López, e o Um Novo Tempo se negaram a atender à exigência, alegando ser ilegal. O partido Ação Democrática também recursou-se a recolher novas assinaturas.

Os quatro partidos estão na base da Mesa da Unidade Democrática (MUD), a coalizão oposicionista que atuou nas negociações fracassadas com o governo de Maduro e foi a base da oposição ao chavismo nas últimas eleições.

 

Adaptado da fonte VEJA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!