Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Venezuela inicia exercícios militares “anti-imperialistas”

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Venezuelan President Nicolas Maduro (C) and Admiral-in-Chief Remigio Ceballos (front-L) arrive for military exercises at Fort Tiuna in Caracas, on February 24, 2018. / AFP PHOTO / FEDERICO PARRA
COMPARTILHE

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, deu início nesse sábado (24) aos exercícios militares convocados para demonstrar que o seu país é “território de independência”, perante a suposta convocação dos Estados Unidos às Forças Armadas para um “golpe de Estado”.

O chefe de Estado venezuelano percorreu os acampamentos das instalações militares do Forte Tiuna, em Caracas, para observar o armamento da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB).

Nestes exercícios, Maduro disse que o Chanceler norte-americano, Rex Tillerson, “convoca os militares” venezuelanos a “um golpe de Estado” e que perante isto a FANB “responde com os exercícios de Independência 2018 e gritando independência e pátria socialista“.

Durante o evento, Maduro parabenizou os militares por sua “moral combativa” e anunciou que investirá mais “em defesa antiaérea“.

Temos convênio de cooperação com vários países, como China, Irã, Belarus, Turquia. Agora, vou à Índia avaliar a tecnologia de lá“, acrescentou.

Segundo comandante do Comando Estratégico Operacional (CEO) das FANB, Remigio Ceballos, este “é um exercício anti-imperialista de ação abrangente para preparar as pessoas para a defesa da Nação“.

 

Com informações de: [BOL]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.