Português   English   Español

Venezuela, Moçambique e Cuba devem R$ 1,8 bi ao BNDES

Venezuela, Moçambique e Cuba devem R$ 1,8 bilhão ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em pagamentos atrasados.

Embora tenham garantia do Tesouro Nacional, os atrasos exigem provisionamento para perdas no balanço financeiro da instituição de fomento.

O estrago nos resultados do terceiro trimestre, que serão divulgados nesta quarta-feira (14) poderá ser bilionário.

Os dados foram informados pelo BNDES na noite de terça-feira (13).

No início desta semana, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, indicou o economista Joaquim Levy, que participou do governo da petista Dilma Rousseff, para comandar o BNDES.

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que demitirá Levy caso ele não abra a “caixa-preta” do BNDES na primeira semana do novo governo, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte Estadão

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter