PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Venezuelanas se prostituem para sobreviver na fronteira com a Colômbia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Desde 2015, aproximadamente 672 mil venezuelanos cruzaram a fronteira para a vizinha Colômbia, tanto legalmente quanto ilegalmente.

Cânticos religiosos na missa da noite saem de uma igreja aberta em uma praça movimentada na cidade de Cúcuta, na fronteira da Colômbia com a Venezuela, enquanto aproximadamente 20 prostitutas venezuelanas esperam clientes.

Sentadas nos degraus de uma estátua e cercadas por motéis imundos, lanchonetes e bares, Andrea e Carolina dizem que deixaram a Venezuela para escapar da fome.

Elas agora vendem seus corpos para sustentar suas famílias.

“Se eu não fizer isso, eu e meus filhos não comemos. É simples assim”, disse Andrea, de 26 anos, que chegou na Colômbia há quatro meses, deixando suas três crianças e sua mãe.

“O dinheiro que eu mando de volta é o que eles usam para sobreviver.”

A fuga de venezuelanos da ditadura Maduro representa o maior fluxo migratório de pessoas na história recente da América do Sul, e mostra poucos sinais de diminuição. Para algumas mulheres, a prostituição é a última e mais desesperada opção.

 

Com informações da Reuters Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.